Saltar para Conteúdo

Viva o Vinho

A vindima é uma das festas mais queridas do Ribatejo, e o culminar de um ano de trabalho na vinha. É momento de celebração e convívio e toda a ajuda é bem-vinda. Por isso, arregace as mangas e junte-se à festa. Da videira ao copo, passe pelos lagares, pela azáfama na adega e pela pisa das uvas. 

No final terá à sua espera uma saborosa refeição acompanhada pelo vinho do Ribatejo. Haverá melhor recompensa?  

As castas e os seus aromas. Acredita-se que o vinho chegou ao nosso território em 2000 a.C., ainda Portugal não era um país. A viticultura sempre fez parte da identidade ribatejana com documentos que confirmam a sua existência já nos tempos de D. Afonso Henriques. Do Tejo desciam grandes carregamentos de vinho com destino à exportação, e era o vinho do Ribatejo que seguia a bordo das naus na época dos Descobrimentos.
 
Durante muitos anos, a região era conhecida pelas grandes quantidades produzidas, devido sobretudo à fertilidade dos campos. Situação que começou a mudar com a crescente preocupação em criar vinhos de melho qualidade em detrimento da quantidade.

Hoje, através do trabalho desenvolvido pela CVR Tejo – Comissão Vitivinícola Regional do Tejo, com sede em Almeirim, os Vinhos do Tejo são Denominação de Origem Controlada (DOC) e o seu terroir é bem conhecido do paladar de apreciadores e especialistas. Brancos frutados de aromas tropicais ou tintos jovens e aromáticos estão à sua espera nas diversas quintas da região. 
Venha, estamos prontos para brindar e celebrar a sua visita ao Ribatejo.

Também poderá gostar